quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Humor Polar Bipolar


De todas as coisas que me irritam no mundo as pequenas são as piores. Isso mesmo, sou o louco dos surtos instantâneos, da sincope em público e da birra, da manha e do sai da minha frente.
Sabe aquela fila que vc precisa pegar faltando dez minutos pra voltar do almoço? E o molho de chaves que se perde dentro da mochila? Quem nunca amaldiçoou dez mil vezes o garçom que não gosta de muito papo ou então bateu o pé no chão como um menino de sardinhas cor de ferrugem por causa de um cigarro, o ultimo, que caiu no chão molhado?
Celular sem sinal, pipoca sem sal, arroto com gosto ruim, asia, mindinho na quina do sofá da sala e chocolate que derreteu no bolso da calça jeans (engraçado, todas essas coisas sempre antecedem a frase "puta que pariu") tornam qualquer cidadão, por mais centrado e de pês no chão que seja, uma panela de pressão.
Mas não sou o ranzinza mor, desses com o bigode amarelado de nicotina que em tons marrons de linho cru vão borrando a vida das pessoas com urros, socos, tapas e pontapés. Gosto do mundo e me pego no balanço dele de vez em quando.
Cheiro de chuva, vapor de chuva no verão; sorvete de creme que pinga no chão, banco imobiliário no tapete e brigadeiro, travesseiro, endredon, beijo, durma com Deus. Mulher bonita, vestido de mulher bonita, cabelo de mulher bonita com vestido e o conjunto da obra todo; chorinho na praça, barraca de frutas, cerveja barata, e uma tarde inteira falando da vida alheia, da sua propria, enfim, da vida até do Papa.
Agora, juntar tudo isso é que é duro. Talvez numa proxima estada por aqui, talvez se tentar fazer teatro ou ser animador de festa infantil...Tá aí, pode-se até descolar umas guloseimas.

9 comentários:

Petê disse...

Humor e cu cada um tem o seu, basta a gente respeitar (o humor) de cada um. Alguma coisas eu mudaria no seu texto, por motivos não tão óbvios, mas que para mim fazem mais sentido (hahahahaha), mas eu senti o cheirinho da chuva de perto e o gostinho da Itaipava trincando de gelada numa tarde de sábado na Calixto.
Abração!

Erika disse...

"Cheiro de chuva, vapor de chuva no verão; sorvete de creme que pinga no chão, banco imobiliário no tapete e brigadeiro, travesseiro, endredon, beijo, durma com Deus."
"barraca de frutas, cerveja barata, e uma tarde inteira falando da vida alheia, da sua propria, enfim, da vida até do Papa."

Amo muito tudo isso!!

Adorei seu texto... e assino alí no Petê, qdo diz que humor e cu cada um tem o seu.... mas qdo junta os bons humores num lugar só... monte de bons humores em volta de uma cerveja ( só umaaaaa????????? rsrs)
é tudibom.

Beijos... ótima quinta

Petê disse...

Já te falei q tem desafio procê no meu blog. Confira lá!

B. disse...

Risos.
Desabafo, hein?
Adorei o texto, fantástico. Me vi muito nele. Putaquepariu!

Beijo meu.

Flávia disse...

Mais presente procê, garoto.

Besitos...

Amelie disse...

H� um temp�o, vc comentou no meu blog e perguntou se podia me linkar... e a resposta � sim! hehe

Adorei seu blog.

"engra�ado, todas essas coisas sempre antecedem a frase "puta que pariu"

hahaha �timo... Todo mundo tem suas pequenas neuroses...

Bjos

Kells disse...

Altos e baixos, bom e mau humor, vontade de largar tudo ou de correr atrás do que quer..
Acho q essa é a grça da vida!

bjoks

# thiago disse...

Parece eu! rs...
não tiro e nem coloco nada além do que li... como o pete disse, humor cada um tem o seu, mas mta gente consegue ter mtos pontos em comum...

isso td tbm faz parte do nosso cotidiano.

abçs

Gabí disse...

Gostei muito do texto .. passeando pela internet o acharam e me mandaram dizendo ser a minha cara e tenho que confessar... meu humor é exatamente isso tudo e no mesmo tempo.
Bem para não ficar passando o texto pra todos os meus, "plagiei" ele no meu blog... claro que com devida fonte e endereço do seu.